20/04/2017 15:01:00 - Atualizado em 20/04/2017 15:12:00

Vaquinha para piloto que teve pernas amputadas dobra meta e já passa de R$ 2 milhões

Redação/RedeTV!


(Foto: Reprodução)

Uma vaquinha online criada para ajudar o piloto britânico Billy Monger, que teve suas duas pernas amputadas por conta de um acidente sofrido no último domingo (16) durante uma prova da Fórmula 4, já dobrou sua meta e alcançou 567,6 mil libras (mais de R$ 2,3 milhões) com mais de 13 mil doações.

Diversas personalidades do mundo do automobilismo estão incentivando as doações através de suas redes sociais. "Fala galera, esse garoto Billy Monger sofreu um acidente horrível na F4 inglesa e teve que amputar as 2 pernas, quem puder ajudar vou colocar o Link para o site de doação para ajudarem ele, eu com certeza farei minha parte e vou ajuda-lo da melhor maneira possível!!!”, escreveu o brasileiro Felipe Massa, da Williams, em seu Instagram.

Na página do site de doações, alguns pilotos desejaram força ao jovem de 17 anos e até divulgaram o valor de suas contribuições. O holandês Max Verstappen e o britânico Jenson Button deram 15 mil libras (R$ 60 mil) à família Monger.

Com sérias lesões, além de amputar as pernas, o piloto chegou a ficar em coma, mas já saiu. Hoje ele está em estado crítico, porém estável, de acordo com o chefe da equipe JHR Developments, time pelo qual corria Monger. Veja o vídeo do acidente abaixo:

"Tivemos boas notícias: Billy está respirando sem a ajuda de aparelhos. Ele está ciente das suas lesões. Ele está excepcionalmente positivo a respeito de tudo. Ele já está pensando como usará a embreagem no volante. Esse é o Billy. Ele tem um longo caminho pela frente, terá de passar por um momento complicado, mas tenho certeza de que dará a volta por cima", comunicou.

O acidente aconteceu na 6ª etapa da F4 britânica, no tradicional circuito de Donington Park, na Inglaterra. O piloto tentou utilizar o lado de fora do traçado para realizar ultrapassagens, mas o carro do finlandês Patrik Pasma estava parado na pista por conta de problemas. Monger não conseguiu evitar a colisão e acertou em cheio a traseira de Pasma. Monger ficou cerca de 90 minutos preso nas ferragens e foi levado de helicóptero ao hospital.

Recomendado para você

Comentários