23/03/2019 18:45:00 - Atualizado em 23/03/2019 19:10:00

Homem é preso acusado de estuprar a filha de 15 anos em Rio Bananal (ES)

Redação/RedeTV!


Adolescente era abusada pelo próprio pai desde os 10 anos de idade - (Foto: Reprodução/Internet)

Segundo a Polícia, os abusos aconteciam desde que a vítima tinha 10 anos. 

Um homem de 35 anos foi preso em flagrante em Rio Bananal, região noroeste do Espírito Santo, por abusar sexualmente da própria filha, uma adolescente de 15 anos. A prisão foi efetuada por policiais civis do município na manhã de quinta-feira (21).

Cansada dos abusos sexuais que sofria das mãos do próprio pai, a adolescente (que não teve seu nome revelado) denunciou o crime para a diretora da escola onde estuda, segundo a Polícia Civil. A educadora, então, acionou o Conselho Tutelar do município que, junto à vítima, compareceu até a delegacia para relatar o ocorrido.

O responsável pela Delegacia de Polícia de Rio Bananal, André Jaretta, explicou ao Gazeta Online que a vítima foi estuprada pelo pai minutos antes de denunciá-lo para a diretora de sua escola . “Ela alega que os abusos começaram quando tinha apenas 10 anos. Como foi crescendo e se tornando consciente da situação, a adolescente sofreu a violência pela última vez antes de ir para a escola e decidiu contar para a diretora, que fez a denúncia na delegacia”, explicou o delegado-chefe da 16ª Delegacia Regional de Linhares.

No depoimento à polícia, a garota de 15 anos afirmou que muitas vezes o suspeito não usava preservativo e ela tinha medo de engravidar do próprio pai. Ainda de acordo com ela, o medo de que a irmã mais nova também acabasse send estuprada foi o estopim de coragem para a estudante fizesse a denúncia. Segundo o delegado, os policiais que a atenderam se emocionaram com a história.

Os policiais, então, seguiram até a casa do suspeito e efetuaram a prisão. “Ele foi preso em flagrante porque o ato tinha acabado de acontecer. O suspeito confessou o crime. Agora vamos investigar se outros familiares sabiam dos abusos sofridos pela vítima, se outras pessoas foram violentadas. Temos 10 dias para concluir o inquérito”, afirmou o delegado.

Na delegacia, o pai da jovem confessou o crime e foi autuado em flagrante por estupro. Ele foi encaminhado para o presídio de Xuri, em Vila Velha, e seu nome foi resguardado pelos policiais para que as investigações não fossem atrapalhadas. Como os abusos aconteceram antes de a vitima completar 14 anos, ele poderá ser indiciado no final do inquérito, também, por estupro de vulnerável. 

Recomendado para você

Comentários